Content Management Systems (CMS) tornaram-se numa das ferramentas de desenvolvimento web mais poderosas na Internet desde PHP. Num mercado onde os sites precisam de ser construídos mais rapidamente, muitos programadores e web designers estão a adoptar soluções base de código aberto CMS para trabalhar. Porém, há muita gente que ainda não ouviu falar deles. Se está no último grupo, preste muita atenção. Este artigo irá explicar o que é um Sistema de Gestão de Conteúdos, conhecer coisas importantes a procurar ao escolher um e listar alguns sistemas recomendados.

Open Source CMS - o que são?

Um Sistema de Gestão de Conteúdos (CMS) é, essencialmente, uma aplicação web que usa uma base de dados (geralmente MySQL) ou outros métodos para criar, editar e armazenar HTML (ou outro) conteúdo da web de uma maneira simples de operar. O conteúdo é criado e editado para a web através de uma área administrativa da aplicação web (referido como o back-end) e esse conteúdo é exibido para os utilizadores no site (referido como o frontend).

Quase todos os Content Management Systems oferecem métodos de estender as suas funcionalidades através do uso de códigos extra, normalmente referido como plugins, módulos ou extensões. Estes podem oferecer funcionalidades adicionais para o seu site, sem grande esforço da parte do utilizador. É evidente que o programador terá sempre de criar essas aplicações para que se possam usar na administração. Mas é claro que depois de criadas, um utilizador com conhecimentos mínimos de internet poderá gerir o seu website com alguma facilidade.

A aparência do seu site já são coisas diferentes. O layout ou tema que será usado para definir a imagem do seu site será também criado por um web designer e depois aplicado à área administrativa que o tornará visível para o utilizador. Cada CMS tem uma estrutura diferente para temas, mas eles geralmente incluem vários arquivos. Php e alguns .css que são usados ​​em conjunto com o núcleo do sistema para produzir a aparência de seu site.

Agora, o que acontece com a parte 'open source'? Resumia o que provavelmente é importante para a maioria das pessoas, é que código aberto significa que é grátis! Mas há realmente muito mais do que isso. Código aberto significa que o código fonte do projecto CMS base é gratuito para modificar e usar. Muitas vezes, os programadores fazem o seu produto open source para permitir que outros o usem e melhorem a sua estrutura. Estas melhorias, em seguida, são incorporados em futuras versões do "código" para ajudar o projecto a florescer e crescer. Então um CMS open source é aquele que qualquer pessoa pode usar ou melhorar, de forma gratuita. Mas nunca o poderá vender. O mesmo não acontece com todas as aplicações extra que depois suportam o site como o layout, as extensões, plugins ou componentes. Estes, normalmente são estruturados e personalizados para um cliente especifico e será pago.

O que pode um CMS fazer por mim?

Muito. Embora a funcionalidade específica varie com base no sistema que você escolher para trabalhar, há vários recursos que deve encontrar em quase todos os CMS, seja como funcionalidades padrão ou através de plugins ou módulos adicionais.

  • Capacidades de Blogging
  • Media Publishing
  • Registo de Utilizador
  • Formulário de Contacto
  • Gestão de newsletter
  • Calendário de Sistema
  • Gestão de Eventos
  • Criação de formulários on-line
  • Capacidades Fórum

E a lista continua. 

Há ainda o back-end administrativo que falámos anteriormente, que permite que você controle e instale todos esses recursos no seu site. Se tiver dificuldades e necessitar de ajuda contacto o seu provedor de serviços de alojamento ou design.

O que procurar na escolha de um cms?

Como já mencionámos, há várias opções de CMS open source para escolher. Quando eu descobri o poder do CMS open source aprendi rapidamente que nem todos iguais. Cada um tem diferentes pontos fortes e fracos. Aqui estão algumas orientações básicas para o ajudar a escolher um CMS:

1: Faça uma lista de requisitos

  • Primeiro deve saber que tipo de site vai querer. Faça uma lista descrevendo as funcionalidades que precisa. Quer um fórum? Formulário de contacto? O registo de clientes? Determine o que quer antes mesmo de escolher um CMS.

2: Faça uma pesquisa

  • Este é o passo mais importante. Aqui é onde vai descobrir se um determinado CMS pode fornecer-lhe o que precisa. Use alista criada na primeira etapa e comece a pesquisar online. Cada CMS tem o seu próprio site onde pode testar o seu sistema para ver como a interface administrativa funciona. Se a experiência de torna difícil, pode não ser o sistema para ideal para si.

3: Verifique se há extensões disponíveis

  • Certifique-se de olhar para os plugins ou módulos que qualquer CMS tem para oferecer de base para garantir que pode obter a funcionalidades desejadas para o seu site. Tenha cuidado para não ser convencido por qualquer extensão. Se não encontrar boas extensões para o que precisa, esse CMS não será para si.

4: Investigue as opções de design 

  • O design impressionante de um site nem sempre se traduz num tráfego significativo (por exemplo, craigslist), o seu visual pesado é definitivamente mau e prejudica as suas hipoteses. Ao olhar para um CMS, investigue a disponibilidade de temas. Alguns CMS oferecem temas livres de alta qualidade. Mas lembre-se que raramente serão personalizados. Haverá centena de sites que poderão estar a usar esse tema.
  • Se está a pensar em ter um visual personalizado explore o mercado e peça ajuda a um profissional. O seu site poderá ficar poderoso e estruturado para futuras aplicações que poderá vir a precisar no futuro.

5: Por dentro

  • Agora que já pesquisou as extensões disponíveis e está satisfeito com as suas opções do visual, é hora de mergulhar fundo! Tente configurar seu próprio site com o sistema. Adicione o conteúdo e ponha o site em movimento.

Decisão

Agora que já sabe o básico sobre sistemas de gestão de conteúdo lembre-se de escolher cuidadosamente a opção que melhor se adapta às suas necessidades. Investigue e decida por si mesmo ou contacte-nos para lhe podermos aconselhar. A nossa experiência diz-nos que se não tiver nenhuma experiência em websites será mais difícil a sua investigação e escolha.

A Produto Digital é acreditada pelo CMS Joomla!, o mais poderoso actualmente no mercado global e poderá ajudá-lo na decisão. A escolha será sempre sua.